Tokenização
Categorias:

Tokenização de ativos: a transformação no modo de fazer investimentos

O mercado de tokenização não para de crescer em todo o mundo. Por isso, o momento certo para conhecer tudo sobre o assunto é agora!

Preparamos este texto completo para você entender melhor o que são os tokens, como funciona a tokenização de ativos, qual a segurança por trás desse processo e muito mais.

Essa inovação já chegou ao Brasil. Algumas empresas já perceberam o potencial que o investimento em tokens apresenta e estão oferecendo esse serviço, sendo a principal delas a Liqi.

Mas para que você possa ficar por dentro de todo este universo e saiba por que ativos tokenizados vão transformar o mercado financeiro para sempre, vamos começar do começo.

Boa leitura!

O que é tokenização?

Tokenização é o nome dado ao processo de divisão de ativos em partes digitais para que eles possam ser negociados com mais facilidade e de maneira mais acessível.

Isso significa que, a partir da tokenização, se tornou possível investir em ativos que antes não eram passíveis de negociação e ficou mais simples investir em ativos que antes estavam disponíveis apenas para grandes investidores.

Mais do que isso, a tokenização está gerando uma grande mudança no mercado financeiro como um todo e aumentando os benefícios que os investidores e os donos de ativos podem encontrar.

A forma mais simples de entender o que é tokenização é entender de uma vez por todas o que é um token de ativo.

O que é token?

O token de ativo é exatamente a representação de cada parte digital tokenizada.

Pelo processo de tokenização, você consegue fragmentar diferentes ativos em milhares de partes. Cada uma dessas partes é um token.

Os tokens podem representar ativos tangíveis (como empreendimentos imobiliários e equipamentos tecnológicos) ou ativos intangíveis (como dívidas e direitos autorais).

Cada tipo de token pode se valorizar ou remunerar seus detentores de diferentes formas. Alguns tokens se valorizam como as ações, outros oferecem remunerações baseadas em dívidas e outros a partir de ativos inovadores, como o mecanismo de solidariedade.

Agora que você sabe o que é um token, você pode estar se perguntando como funciona uma empresa que trabalha com tokenização. Para explicar esse ponto, nada melhor do que falar sobre a Liqi.

O que é Liqi?

A Liqi é uma empresa que tokeniza negócios e ativos.

Isso é a mesma coisa que dizer que ela transforma projetos em partes digitais que são ofertadas para investidores por valores acessíveis.

A partir da tokenização, empresas como a Liqi são capazes de fortalecer novos negócios, gerar novas oportunidades de remuneração para donos de ativos e investidores, aumentar a liquidez de ativos e oferecer a oportunidade de investimentos em ativos até então incomuns.

Além disso, todo este processo é muito seguro devido às tecnologias da blockchain e dos contratos inteligentes (smart contracts), como veremos mais adiante.

A possibilidade de investir em tokens, oferecida por novas empresas como a Liqi, significa mais vantagens para os investidores de todo o país. E também para aqueles que ainda não investem.

Então, vamos lá: como funciona todo esse processo?

Como é o processo de tokenização?

O processo de tokenização é muito prático e é realizado de modo a oferecer segurança, transparência, eficiência, agilidade e para diminuir os intermediários entre o investidor e os ativos.

Para entender melhor, vamos usar mais uma vez o exemplo da Liqi, que efetua este processo em 4 etapas.

Estruturação

Para começar a tokenização de um ativo, a empresa responsável deve analisar o ativo a ser tokenizado e garantir sua existência, além de verificar se ele atende certas condições.

Se tudo estiver correto, é estruturado um contrato legal para estabelecer quais direitos serão negociados e dentro de quais cláusulas.

Além disso, a tokenizadora abre uma conta de garantia (escrow account) para o projeto. Assim, os investidores e os emissores têm certeza de que receberão suas partes do investimento.

Emissão

A segunda etapa é aquela na qual o token é efetivamente criado.

Ao mesmo tempo e instantaneamente, contratos inteligentes (smart contracts) são criados dentro de uma rede criptografada e muito segura chamada blockchain.

Essas duas tecnologias vão garantir a transparência das informações e a proteção dos dados.

Distribuição

A distribuição é o momento de ofertar os tokens para que os investidores tenham acesso.

Dentro da plataforma da Liqi, por exemplo, você encontra todos os tokens que estão disponíveis e pode investir neles com a quantia que mais fizer sentido para você.

Uma vez que você adquire os tokens, você obtém os direitos que eles representam.

Governança

A governança é uma etapa fundamental para os investidores. É o momento de acompanhar o desenvolvimento do projeto.

Algumas plataformas oferecem ainda mais oportunidades de transparência. É o caso da Liqi, que permite a comunicação direta com os emissores dos tokens para que você esteja sempre atualizado.

Além disso, é aqui que acontece o principal objetivo: os investidores recebem aquilo a que têm direito, como as remunerações.

Estas são as 4 etapas do processo de tokenização. Mas você sabe o que garante a segurança no investimento em tokens de ativos?

É seguro investir em tokens?

Tanto da perspectiva tecnológica quanto da jurídica, investir em tokens é muito seguro!

E isso só é possível devido a duas tecnologias inovadoras: a blockchain e os smart contracts.

O que é Blockchain?

A blockchain é também conhecida como “protocolo de confiança”. Ela funciona como um livro contábil, armazenando todas as informações relacionadas às transações de tokens.

Diversos processos que ocorrem nesta rede garantem a segurança dos dados, principalmente o fato de ser descentralizada.

Além disso, o modo como os dados são armazenados na blockchain garante que eles nunca possam ser adulterados.

Afinal, periodicamente um novo bloco criptografado é adicionado com novas informações, tornando impossível desvendá-los.

O que são os Smart Contracts?

Os smart contracts funcionam da mesma maneira que um documento tradicional: eles estabelecem todas as obrigações, os benefícios e as penalidades das negociações do ativo tokenizado.

Esses contratos inteligentes são imutáveis, o que impede qualquer risco de fraude ou alteração.

Além disso, são pré-programados. Isso faz com que eles sejam implementados instantaneamente e torna as operações mais ágeis e mais baratas. Afinal, reduzem expressivamente o número de intermediários.

Se você chegou até aqui, já conhece os principais elementos que fazem com que a tokenização seja possível. Então, vamos resumir como tudo isso resulta em uma mudança para o mercado financeiro!

Como a tokenização transforma o mercado financeiro e o mercado cripto?

A tokenização oferece a oportunidade de modernização do mercado financeiro como um todo, com operações mais rápidas, transações mais protegidas e maior liquidez.

A democratização dos investimentos também é facilitado pelos tokens, que oferecem valores mais acessíveis, possibilitam que pequenos investidores participem de grandes operações e abrem novas alternativas de ativos.

Por exemplo, quando você imaginou poder receber remunerações a partir da negociação de jogadores de futebol através de um token de mecanismo de solidariedade?[1] 

Além disso, a tokenização de ativos reduz a quantidade de intermediários, oferece soluções mais baratas e simplifica os processos dos investimentos, como a custódia.

Porém, a maior transformação que a tokenização acarreta no mercado financeiro é comportamental, pois ela permite que as pessoas controlem seu dinheiro e seus investimentos de maneira mais completa.

Os tokens abrem novas possibilidades de pensar, planejar e fazer investimentos.

Empresas como a Liqi estão trazendo todas essas inovações para o mercado financeiro brasileiro e fazendo com que nosso olhar para o ato de investir se transforme para sempre.

Você também pode fazer parte disso! Conheça o site da Liqi e descubra mais sobre o universo da tokenização.